Voltar à página inicial
 

 

 
Ronnie Cord (1943 - 1986)
   
Origem: O Explorador, com acréscimos da Revista do Rádio
Conheçam também: Wikipedia
  Discografia completa de Ronnie Cord
  Clube da Jovem Guarda
  Clique e ouça todas as 27 músicas
 

1962

Ronald Cordovil (Manhuaçu, 22 de janeiro de 1943 – São Paulo, 6 de janeiro de 1986), conhecido artisticamente como Ronnie Cord.
Nasceu como Ronald Cordovil na cidade de Manhuaçu, nas Minas Gerais e era filho do maestro e compositor
Hervé Cordovil e Dna. Daicy Portugal Clodovil, também compositora, e teve 3 irmãos : Norman,  Herve Junior e Maria Regina. O pequeno Ronald começou a se interessar por música bem cedo, aos seis anos já “brincava” com o violão.

Aos 12 anos (1955) a família se mudou para São Paulo e ele foi morar em Belo Horizonte onde foi criado com a avó Maria de Luca Pinto Coelho e seu tio Rene, professor de inglês e também compositor, com quem aprendeu inglês. Fez os cursos primário e ginasial no Colégio dos Irmãos Maristas e iniciou o curso científico no Colégio Santo Antônio que abandonou no 2º ano para poder se tornar cantor profissional.

1960

Quando adolescente tinha a intenção de estudar medicina, mas nesta mesma época veio passar as férias em São Paulo e certo dia, lá pelos seus 16 anos de idade, acompanhou o pai à gravadora Continental. Pouco tempo depois da visita adotou o nome artístico de Ronnie Cord e em 1959, levado pelo pai, realizou um teste na gravadora Copacabana Discos e conseguiu um contrato de gravação.

1960 - Com os pais e a irmã mais nova

“- ... eu estava estudando em Minas. Nas férias fui passear em São Paulo. Indo à gravadora Copacabana, em companhia do papai, vim a saber que Betinho precisava de um cantor para gravar um disco. Gostei da musica e os presentes depois de me ouvirem, insistiram para eu gravá-la....”

“- Depois  daquele dia voltei para Minas. E quando voltei à São Paulo, seis meses depois, a musica estava arquivada, esperando por mim, para fazer a gravação. Lembrei-me de meu irmão que vinha insistindo para eu fazer isso. Decidi-me, embora nervoso, e gravei “Pretty Blue Eyes” e “You’re Knocking’ Me Out”. E voltei aos estudos. Voltei para Belo Horizonte sem fazer planos de ser cantor. E, eu não estava naquela cidade nem por 20 dias quando fui chamado à São Paulo para novas gravações. O mais difícil aconteceu: tive de ser apresentado no programa Júlio Rosemberg, para enorme público. Foi a primeira vez que cantei para desconhecidos...” - Revista do Rádio (15/07/1961)

Em 1960 realizou sua primeira gravação "To Be Loved" para um album de Rock que Betinho estava produzindo, em janeiro, era um LP tipo coletânea com vários cantores da época e nesse mesmo ano também gravou seu primeiro disco individual, um 78 rotações, contendo de um lado a música “Pretty Blue Eyes” de Teddy Randazy e do outro “You´re Knochin´me Out” de Neil Sedaka e H. Greenfield. e sendo acompanhado por Betinho E Seu Conjunto.

Seu grande sucesso foi outra música norte-americana, “Itsy Bitsy Teenie Weenie Yellow Polkadot Bikini” (Lee Pockriss e Paul Vance), tendo a musica “Flaming Love” (Daryl Petty) no verso, gravada em outubro de 1960, com a qual se manteve durante seis meses em primeiro lugar nas paradas de sucesso, e que lhe valeu o troféu Chico Viola do ano.
Em 1960 saiu seu primeiro LP “Ronnie Cord”, pela Copacabana, todo com musicas americanas.

Em 1961 lançou seu segundo LP “Tonight, my love tonight”, pela Copacabana, com acompanhamento da Orquestra de seu pai, Herve Cordovil. Todo em inglês.

1962 - Com família após acidente

1962 - Com Antônio Aguillar

Em 1962 aconteceu um acidente na estréia do programa “Ritmos da Juventude”, na TV-Paulista com ele, vários artistas e mais o produtor do programa, Antônio Aguillar, o elevador simplesmente desabou do 4º andar. Nesse acidente Ronnie destroncou a perna esquerda e ficou um tempo sem se apresentar e gravar. Seu terceiro LP teve que esperar para terminar de ser gravado.

“... um elevador com uma porção de artistas desabou do 4º pavimento do edifício da Organização Victor Costa, em São Paulo. Ali algumas pessoas sofreram apenas o susto. Outras ficaram com ferimentos sem importância. Mas o broto Ronnie Cord, que é a coqueluche das moças (especialmente em São Paulo) foi menos feliz, destroncou a perna esquerda...” - Revista do Radio (05/05/1962)
Nesse mesmo ano lançou seu terceiro LP “Remember?”, pela Copacabana com acompanhamento de Boneca e seus instrumentos. Novamente todo em inglês.
Em julho gravou seu primeiro 78 com musicas em português, e no ano seguinte (63) gravou 5 discos, entre 78 rpm Compactos e EP, todos com musicas em português ou versões, inclusive sua primeira composição, “Sandy”.
1962 foi o ano que foi convocado a servir o serviço militar, o que o fez em 1963 na Sétima Companhia da Guarda sediada no Parque Dom Pedro em São Paulo.

Nos anos seguintes, continuou gravando discos e em 1964 lançou seu quarto LP “Rua Augusta”, agora pela RCA Victor. Com a musica “Rua Augusta” (Hervé Cordovil) recebeu, em 1964 e 1965, vários troféus, e também fez muito sucesso com “Biquíni de Bolinha Amarelinha”, que era a versão em português da música “Itsy Bitsy Tenni Weeenie Yellow Pokadot Bikini” que já havia gravado em inglês no começo de sua carreira (1960), e que lhe deu muito projeção. Quando o programa Jovem Guarda estreou, Ronnie Cord já era um nome consagrado.

A musica "Rua Augusta" recebeu algumas regravações posteriores, como por exemplo a de Raul Seixas e de "Os Mutantes" conjunto do qual Rita Lee participava.

Em 24 de junho de 1965  Ronnie se casou com Anna Maria (italiana de nascimento) na Igreja de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no bairro do Jardim Paulistano em São Paulo, e no inicio foram morar na casa dos pais na Rua Cutuiçara, em Moema.
Ronnie abriu uma loja de discos na Avenida Santo Amaro, não muito longe de onde morava. Seu sogro e sua cunhada cuidavam da loja quando tinha compromissos artísticos. Em 1965 participou com 2 musicas do LP “Nova Geração”, uma coletânea com vários artistas.

Em 2 de janeiro de 1966 nasceu sua primeira filha:Adriana,
Nesse mesmo ano Ronnie Cord representou o Brasil no I Festival Internacional de la Canción realizado em Mar del Plata, Argentina. O único cantor e representante brasileiro a tomar parte no certame.

Também por volta de 1965 e 1966 participou do conjunto The Cords e Os Cords, juntamente com seus irmãos Norman e Hervé Junior, assim como atuava em diversos programas na rádio e na televisão, em especial no programa Jovem Guarda, onde ele era presença cativa por essa mesma época.

Com o fim da Jovem Guarda ainda continuou por algum tempo sua carreira e lançou alguns discos compactos.
 

1966
I Festival Internacional de la Canción

1966
The Cords
Os três irmãos cantando juntos

1967
Brincadeira na loja de discos Ronnie segura o "Di Giorgio" e seu irmão Norman se defende

1960 e 1969
Início e já perto de encerrar sua carreira

Em 1969 lançou a marcha “Mulher e meia” (Hervé Cordovil e Manoel Vitório), nesse ano lançou seu ultimo Compacto com duas musicas e depois gravou uma musica no LP de coletânea “12 Faixas Quentes”. Gravou quatro LPs, sendo os três primeiros em inglês.
Abandonou a carreira artística no início da década de 1970, mas aparecia esporadicamente em alguns espetáculos e programas de rock, quando convidado, passando a trabalhar como publicitário contratado pelas Páginas Amareladas da LTB (Listas Telefônicas Brasileiras).

Internado no final de 1985, com câncer no pulmão, morreria a 6 de janeiro de 1986 no hospital da Beneficência Portuguesa, na zona centro de São Paulo, no ano em que completaria 43 anos de idade. Era casado e tinha três filhos.

Ronnie deixou uma vasta discografia, muitas delas versões de canções internacionais de sucessos dos anos 60, mas provavelmente sempre será lembrado por “Rua Augusta” e “Biquíni de Bolinha Amarelinha”, seus dois grandes sucessos.

   
Rua Augusta Biquini de Bolinha Amarelinha
Hippy Hippy Shake Disco Voador
Pretty Blue Eyes Look For Star

 

Capas de seus 4 discos em formato LP

10/1960 09/1961 04/1962 06/1964
 

Página inserida em 07/04/2018

 
Voltar à página principal
 

 
Voltar ao topo da página